28 de março de 2010

Idealização


Oi. Como vão?

O titulo do blog é: a vida desinteressante de um cara que queria ter dupla personalidade. Comentei sobre isso num dos primeiros posts daqui e não foi exatamente uma reflexão profunda, o que sinceramente é uma reflexão profunda e infundada porque não chega a lugar nenghum. Mas mesmo assim faz pensar como seria ter uma outra personalidade, ou melhor, alguma outra pessoa compartilhando o mesmo corpo que vc. Gostos contrarios e jeitos diferente de encarar as coisas. E surge uma questão. E se a personalidade criada for mais interessante que a sua original e quiser tomar o controle da situação, por assim dizer? Ainda assim continuaria sendo vc? E se as pessoas gostarem mais do seu outro "eu"? e se a vida for mais legal assim?

Talvez essa minha outra personalide seja uma idealização que tenho de mim mesmo. Tipo: "ah eu queria ter um cabelo meio grandinho, usar alargador, ter algumas tatuagens e usar roupas diferentes". Provavelmente isso ja chamaria a atenção de outros e mudaria o modo como me comporto. Ai nasce a outra personalidade ou no caso mudaria a atual. Fico pensando em quantas pessoas gostariam de mudar ou tem alguma imagem idealizada de si mesmo e o quanto isso mudaria nelas.

To dizendo tudo isso porque tem horas que me acho tão desinteressante, tão chato e tão monotono que gostaria mesmo de mudar. O problema maior é que gosto de ser quem sou. Mas poderia ser um eu a mais sabe? Não sei se quero ser assim pra impressionar alguém que não conheço ou pra melhorar mesmo, mas isso não importa.

Muita gente deve ter uns surtos assim. E muitas outras devem dizer pra essas muitas que não tem nada a ver. E assim a coisa toda continua e vai continuar.

Bom.. é isso..
tudo sem nada de sentido..
acordei meio torto hoje..

um bom dia pra vcs..
Abraços!

5 comentários:

  1. Todos nos separamos em "eu" e "o que eu sou", mas muitos tem dificuldade em mudar de um para o outro. Gostei do post.

    Caro Bruno, como gostou tanto do último texto, resolvi avisar sobre a postagem de um capítulo final...

    Saudações do Pierrot.

    ResponderExcluir
  2. Chato ou não, cabeludo ou não, com tatuagem ou não, com alargador ou não. Te amo pela sua essência. =D

    Beijão e ótima semana!

    ;^D

    ResponderExcluir
  3. Nem sempre somos o que idealizamos ser, e nem sempre queremos ser o que somos...Acho que a gente só se torna a melhor parte de nós, quando age com espontaneidade em tdo o que faz, mas se a gente para pra pensar, quase nunca a gente faz isso, seja por medo, por vergonha, ou por não criar oportunidade...E não pense você que com o tempo isso melhora...Eu penso nisso até hoje!!! rsrsrs!
    Boa semana pra vc Bru!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. sei lá Bru, eu passo por coisas assim também...mas mew, vc mesmo disse q gosta de vc do jeito q vc é...
    e de boa, vc é diferente mesmo não usando alargador e tatuagens, gosto mto de vc pelo pouco q te conheço...
    se cuida salazar...

    ResponderExcluir
  5. Quando me sinto assim, com necessidade de mudar eu mesma, gosto de ir a lugares diferentes, onde ninguém me conheça ou reconheça. Daí eu posso ser minha outra personalidade por uma noite, por um dia.
    Mas sempre no final, você acaba sentindo falta de você mesmo. E percebe que na verdade, não queria ser ninguém mais do que você é. Você é assim porque dá conta do recado. Ser outro daria muito trabalho, e aí perderia a essência...
    O bom é conseguir ser você mesmo e, de vez em quando, se permitir olhar no espelho por outro ângulo, sem precisar ser outra pessoa.

    Um beijo

    ResponderExcluir